GeralNotícias

Novo RG: Alerta para quem tem CPF final 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9 e 0 e pega todos de surpresa

O Governo Federal tomou uma importante decisão sobre o RG (Registro Geral) e comunicou todos os brasileiros residentes no país de origem. Nesse modo, foi divulgado que haverá a substituição do documento para a CIN (Carteira de Identidade Nacional). Portanto, o BND informa tudo sobre a nova documentação.

Com uma série de vantagens, a atualização chega para proporcionar benefícios aos cidadãos. Ou seja, promete incluir mais segurança e praticidade, além de ter um design moderno e tecnologias avançadas. Em suma, a nova identidade promete facilitar a vida dos brasileiros. e já está disponível para substituir o RG

A criação do CIN, a documentação ganha mais relevância, tornando-se o número único de identificação do cidadão brasileiro. Com base na divulgação, a mudança visa, não só a simplificação dos documentos pessoais, mas haverá uma centralização de informações que promete melhorar o atendimento em várias áreas.

Novo RG promete mais facilidade aos brasileiros

De acordo com a nova mudança do RG, as características de segurança, destacam-se o QR Code, a tecnologia blockchain e elementos gráficos específicos. Portanto, as medidas visam reduzir fraudes e garantir a autenticidade do documento. Dito isso, já é possível emitir o novo documento.

O primeiro passo para realizar a emissão da CIN começou em agosto de 2023, mas nem todos os estados iniciaram o processo. Em sequência, acesse o site oficial ou entre em contato com o instituto de identificação do seu estado para confirmar se a emissão já está disponível.

É importante ressaltar que o RG ainda continuará sendo válido pelos próximos oito anos. Nesse sentido, até fevereiro de 2032. Porém, após a data, todo cidadão brasileiro deverá ter emitido a CIN. Inclusive, a primeira emissão do novo documento será gratuita, garantindo acessibilidade para todos os cidadãos.

Qual a validade da CIN?

Com base no anúncio do novo documento, a validade varia com base na idade. Com isso, crianças até 12 anos poderão usufruir da CIN por cinco anos. Contudo, brasileiros entre 12 e 60 anos por 10 anos e, por último, os idosos com 60 anos ou mais terão validade por tempo indeterminado.

Dito isso, a nova Carteira de Identidade Nacional traz diversas informações que facilitam a identificação e a prestação de serviços. Entre os dados presentes no documento, destacam-se: Nome completo. CPF, gênero, data de nascimento, nacionalidade ou naturalidade, assinatura do titular, nomes dos pais, orgão expedidor, local e data de emissão, QR Code para verificação eletrônica, tipo sanguíneo e informações sobre doação de órgãos.

Israel Lima

Natural de Bauru, interior de São Paulo, já realizei inúmeros trabalhos na área, seja local como nacionalmente, desde o ano de 2017. Formado em jornalismo pela Universidade do Sagrado Coração, em 2021.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *