INSS

FESTA: Ótima notícia para os aposentados e mudança no INSS caindo como presente; confira o calendário de junho

Em 2023, o âncora do Jornal Nacional, William Bonner, surpreendeu o público com um anúncio que caiu como um presente para milhões de brasileiros aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

Após anos de lutas e reivindicações, essa revelação no JN trouxe uma série de mudanças significativas que beneficiariam diretamente a vida daqueles que dependem do sistema previdenciário nacional.

Redução dos Juros dos Empréstimos Consignados

O Conselho Nacional de Previdência Social (CNPS) aprovou, por iniciativa de Bonner, uma nova redução nos tetos de juros dos empréstimos consignados para beneficiários do INSS.

O teto para empréstimos com desconto em folha foi diminuído de 1,91% para 1,84% ao mês. Já para operações de cartão de crédito e cartão de crédito consignado, o índice máximo foi ajustado de 2,83% para 2,73%.

Essa medida visava aliviar a carga financeira dos aposentados e pensionistas, que muitas vezes recorrem a esse tipo de crédito para complementar sua renda mensal.

Com juros mais baixos, esses cidadãos poderiam usufruir de melhores condições de pagamento e, consequentemente, ter mais tranquilidade em sua vida financeira.

Auxílio-Funeral e Seguro de Vida Obrigatórios

Além da redução dos juros, o CNPS também estabeleceu que as instituições financeiras deveriam fornecer um auxílio-funeral mínimo e seguro de vida para os beneficiários do INSS. Essa determinação tinha como objetivo garantir uma rede de proteção adicional para os aposentados e pensionistas, especialmente em momentos de luto e necessidade.

As instituições bancárias tiveram um prazo de 30 dias para se adaptar a essas novas exigências, demonstrando o compromisso das autoridades em assegurar o bem-estar dessa parcela da população.

Mais Reduções nos Juros dos Empréstimos Consignados

Ao longo do tempo, o CNPS continuou a promover reduções adicionais nos tetos de juros dos empréstimos consignados para os beneficiários do INSS. Em fevereiro de 2024, o órgão aprovou uma nova diminuição, levando a taxa máxima para 1,72% ao mês para empréstimos com desconto em folha e 2,55% para cartões de crédito e cartão consignado.

Essa medida contínua de redução dos juros refletia o esforço constante em proporcionar alívio financeiro aos aposentados e pensionistas, permitindo-lhes acessar crédito em melhores condições e, consequentemente, melhorar sua qualidade de vida.

Transição na Aposentadoria por Tempo de Contribuição

Com a Reforma da Previdência de 2019, a categoria de aposentadoria por Tempo de Contribuição deixou de existir. No entanto, foram criadas regras de transição para que os trabalhadores próximos à aposentadoria pudessem se planejar adequadamente.

Dentre as opções de transição, destacam-se:

  • Aposentadoria por Pontos
  • Aposentadoria por Idade Mínima
  • Aposentadoria com Pedágio de 50%
  • Aposentadoria com Pedágio de 100%

Essas regras permitiram que os cidadãos que já haviam contribuído por um longo período tivessem a oportunidade de se aposentar de forma justa e equilibrada, evitando prejuízos abruptos em seus planos de vida.

O Impacto das Mudanças no INSS

As mudanças anunciadas por Bonner no Jornal Nacional tiveram um impacto significativo na vida dos aposentados e pensionistas do INSS. A redução dos juros dos empréstimos consignados, a obrigatoriedade de auxílio-funeral e seguro de vida, e as regras de transição na aposentadoria por tempo de contribuição representaram uma verdadeira vitória para essa parcela da população.

Esses avanços demonstraram o compromisso das autoridades em valorizar e proteger os cidadãos que dedicaram suas vidas ao trabalho e contribuíram para o sistema previdenciário. Ao mesmo tempo, refletiram a importância da cobertura midiática em dar visibilidade a essas questões e pressionar por mudanças positivas.

Datas Oficiais de Pagamento em Junho

Confira abaixo as datas de pagamento do INSS em junho, separadas por faixa de benefício:

Beneficiários que recebem até 1 salário mínimo

Penúltimo dígito do NBData de Pagamento
124 de junho
225 de junho
326 de junho
427 de junho
528 de junho
61º de julho
72 de julho
83 de julho
94 de julho
05 de julho

Beneficiários que recebem acima de 1 salário mínimo

Penúltimo dígito do NBData de Pagamento
1 ou 61º de julho
2 ou 72 de julho
3 ou 83 de julho
4 ou 94 de julho
5 ou 05 de julho

É importante ressaltar que essa divisão de datas é feita com base no penúltimo dígito do Número de Benefício (NB) de cada segurado.

Thaymã Rocha

Especialista em Redação, escreve textos para o Benefícios do Dia com temas de Benefícios Sociais, Direitos do Trabalhador e Economia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *