INSS

INSS: Novas regras para a Aposentadoria; Consulte seu benefício do INSS pelo CPF

INSS. Foto: Reprodução
INSS. Foto: Reprodução

O ano de 2024 traz consigo transformações significativas nas políticas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), especialmente no que tange às condições para a aposentadoria. As recentes medidas, com foco principal na aposentadoria por tempo de contribuição, refletem os esforços para adequar o sistema previdenciário aos novos paradigmas socioeconômicos do Brasil.

Essas alterações são de suma importância, pois impactam diretamente a vida de milhões de trabalhadores brasileiros que contribuíram por anos e planejam uma transição segura para a aposentadoria. Neste artigo, exploraremos em detalhes essas atualizações e analisaremos como elas podem influenciar o planejamento de aposentadoria de muitos cidadãos.

Flexibilidade Renovada na Aposentadoria por Tempo de Contribuição

Antes das mudanças de 2024, havia uma idade mínima exigida para a aposentadoria por tempo de contribuição, além do período de contribuição já realizado. No entanto, com as novas regras, essa exigência foi removida, proporcionando maior flexibilidade aos trabalhadores.

De acordo com as novas diretrizes, as mulheres podem se aposentar após completar pelo menos 30 anos de contribuição, enquanto os homens precisam contribuir por 35 anos, independentemente da idade.

A Nova Fórmula 86/96 do INSS: Entendendo o Cálculo

Uma das transformações mais significativas foi a substituição do Fator Previdenciário pela fórmula 86/96. Essa nova metodologia calcula a aposentadoria através da soma da idade do contribuinte com o tempo de contribuição. Para se aposentar, as mulheres precisam alcançar 86 pontos, enquanto os homens devem atingir 96 pontos, equilibrando assim o tempo de serviço e contribuição com a idade, estabelecendo um critério justo para o acesso aos benefícios previdenciários.

Evolução do Cálculo da Aposentadoria até 2027

As alterações não param por aí. A forma de cálculo para a aposentadoria continuará a evoluir até 2027, onde a pontuação necessária será gradualmente elevada. Esse sistema de pontos é ajustado periodicamente com o objetivo de acompanhar o aumento da expectativa de vida dos brasileiros, assegurando a sustentabilidade do sistema. Veja o escalonamento proposto:

  • De 2015 a 2018: 85 pontos para mulheres / 95 pontos para homens
  • De 2019 a 2020: 86 pontos para mulheres / 96 pontos para homens
  • De 2021 a 2022: 87 pontos para mulheres / 97 pontos para homens
  • De 2023 a 2024: 88 pontos para mulheres / 98 pontos para homens
  • De 2025 a 2026: 89 pontos para mulheres / 99 pontos para homens
  • A partir de 2027: 90 pontos para mulheres / 100 pontos para homens

Consultando o número do benefício do INSS pelo CPF

Uma das maneiras mais práticas de descobrir o número do seu benefício do INSS é por meio do seu CPF. Isso é possível graças à integração da base de dados do Governo Federal com os sistemas do instituto.

Veja as principais formas de consultar o número do benefício usando apenas o seu CPF:

No site do INSS

Acesse o site do INSS (www.inss.gov.br) e clique na opção “Meu INSS”. Faça o login utilizando suas credenciais do Gov.br. Após autenticado, você poderá visualizar o número do seu benefício na seção “Informações do Benefício”.

No aplicativo Meu INSS

Outra alternativa é baixar e utilizar o aplicativo Meu INSS, disponível para Android e iOS. Após fazer o login com sua conta Gov.br, você encontrará o número do seu benefício na tela inicial do app.

Por telefone

Você também pode entrar em contato com a central de atendimento do INSS pelo número 135. Basta informar o seu CPF que o atendente poderá fornecer o número do seu benefício.

Em todos esses canais, basta ter em mãos o seu CPF para acessar rapidamente as informações desejadas, sem a necessidade de informar dados adicionais, como data de nascimento.

Thaymã Rocha

Especialista em Redação, escreve textos para o Benefícios do Dia com temas de Benefícios Sociais, Direitos do Trabalhador e Economia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *