Caixa Tem

Financiamentos com FGTS Futuro: Leilão de imóveis Caixa por até 50% do valor; confira

Caixa. Foto: Reprodução
Caixa. Foto: Reprodução

Em uma importante iniciativa para facilitar o acesso à casa própria, a Caixa Econômica Federal anunciou o lançamento de uma nova modalidade de financiamento imobiliário utilizando o FGTS Futuro.

Essa inovadora opção, que estará disponível a partir de abril de 2024, permitirá que trabalhadores com renda de até R$ 2.640 possam usar os depósitos futuros do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para obter crédito habitacional.

A Caixa Econômica Federal confirmou que iniciará as operações dessa nova modalidade de crédito nas próximas duas semanas. Diferente do prazo de 90 dias inicialmente previsto, o lançamento foi antecipado, beneficiando os trabalhadores de carteira assinada com renda de até R$ 2.640.

Na contratação do crédito habitacional, o mutuário deverá autorizar a caução dos créditos disponíveis nas contas do FGTS por 120 meses. Essa autorização poderá ser feita diretamente pelo aplicativo FGTS. Caso opte pelo FGTS Futuro, os depósitos que vierem a ser feitos pelo empregador serão bloqueados na conta vinculada até a quitação total do saldo devedor.

Caso seja demitido, o trabalhador não poderá sacar o saldo da conta atrelado ao financiamento do imóvel. Todo o excedente disponível na conta de FGTS será usado para reduzir a dívida, com exceção do recolhimento da multa rescisória de 40% no caso de demissão, que é exclusiva do trabalhador.

Como participar de um leilão da Caixa?

Participar de um leilão da Caixa requer alguns cuidados e preparação prévia. Vamos detalhar os principais passos a serem seguidos:

O primeiro passo é a leitura cuidadosa do edital de leilão, onde constam todas as informações relevantes sobre o imóvel, as condições da venda e os procedimentos a serem seguidos.

É necessário realizar um cadastro online no site da Caixa e obter a pré-aprovação de crédito, caso deseje financiar o imóvel. Essa etapa garante que você tenha a análise de crédito já realizada, agilizando o processo de compra.

Ao participar de um leilão, é importante considerar não apenas o valor do lance, mas também a comissão do leiloeiro, que geralmente é de 5% sobre o valor do imóvel. Esse custo adicional deve ser incluído no planejamento financeiro.

Outro ponto crucial é a verificação da situação de ocupação do imóvel. Alguns imóveis leiloados podem estar ocupados, e nesse caso, existem leis que garantem a desocupação após a compra. É recomendável consultar um especialista para entender melhor essa questão.

Um dos grandes atrativos dos leilões da Caixa é a possibilidade de financiamento dos imóveis adquiridos. Diversas opções estão disponíveis, incluindo:

O programa Minha Casa Minha Vida oferece condições especiais de juros para famílias de baixa renda, permitindo o financiamento de até 95% do valor do imóvel com uma entrada mínima de 5%.

As taxas de juros praticadas nos financiamentos de imóveis de leilão da Caixa variam entre 3,5% e 8,8% ao ano, sendo muito competitivas em comparação a outras modalidades de crédito imobiliário.

Além do financiamento, também é possível adquirir o imóvel à vista, caso o comprador tenha a disponibilidade financeira para isso. Essa flexibilidade é uma grande vantagem dos leilões da Caixa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *