Bolsa Família

FESTA: Bolsa Família libera PRESENTE para beneficiários e Governo Divulgou NOVAS Regras; Confira

É inegável que o Bolsa Família é um dos programas sociais mais conhecidos do Brasil. Dessa forma, os beneficiários receberam uma excelente notícia e o Governo Federal divulgou as novas regras do benefício que favorece milhões de brasileiros em todo o território nacional.

Vale destacar que para ter direito ao Bolsa Família, o primeiro passo é estar inscrito no Cadastro Único (CadÚnico) e sempre mantê-lo atualizado de dois em dois anos. Ou seja, o público que não tiver cadastro não tem direito ao programa social, mesmo que seja de baixa renda.

Nesse sentido, o Governo Federal liberou um grande presente para os beneficiários. O pagamento do Bolsa Família para o mês de junho teve início nesta segunda-feira (17). O que não é novidade para ninguém é o seu valor, que atinge a casa dos R$ 600, mas algumas famílias devem receber um valor maior.

Qual a bonificação do Bolsa Família em junho?

Atualmente, o Governo Federal oferece os benefícios de Renda de Cidadania (BRC), que paga R$ 142 por pessoa da família. Já o Benefício Complementar (BCO) garante um valor adicional para garantir que a soma dos benefícios atinja R$ 600 por família. Já o BPI (Benefício Primeira Infância) oferece R$ 150 extras por criança de até sete anos incompletos.

Os outros três incluem o Benefício Variável Familiar (BVF), que paga R$ 50 adicionais para gestantes e crianças/adolescentes entre sete e 18 anos incompletos. Já o BVN (Benefício Variável Familiar Nutriz) também rende R$ 50 extras por membro da família de até sete meses incompletos.

Para o público que tem dúvida sobre a sua aprovação no sistema, basta verificar no aplicativo ou site do Ministério da Cidadania. Portanto, basta acessar o app Bolsa Família ou até mesmo consultar o programa social em um Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) do seu município.

Quais mudanças no programa social em 2024?

O órgão responsável pelos programas sociais é a Assistência Social, junto com o Ministério da Cidadania. Dessa foram, houve mudanças no Bolsa Família e, caso os beneficiários não atendam os critérios, terão os benefícios cortados. Nesse sentido, o valor pago será reajustado.

Para seguir recebendo a quantia, é necessário que os filhos tenham frequência escolar mínima solicitada pelo Ministério da Educação e ainda ter acompanhamento de saúde periódico e vacinação em dia. Por fim, o não cumprimento dessas condições pode levar à suspensão ou cancelamento dos benefícios.

Dito isso, é muito importante manter todos os dados atualizados e seguir as regras para não perder o Bolsa Família.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *