Bolsa Família

Bolsa Família divulga calendário de pagamentos do mês de Junho e Tebet chega com novo decreto que deixa benefíciarios em prantos

Para facilitar a vida de milhões de beneficiários, o Governo Federal, através da Caixa Econômica Federal, definiu o calendário de pagamentos do Bolsa Família, de junho. Ou seja, as notificações de PIX já começam a serem recebidas nesta segunda quinzena do mês e a quantia de R$ 600 está sendo depositada.

Antes de mais nada, é muito importante entender que não é qualquer cidadão que tem direito ao benefício do Governo, já que é preciso estar inscrito no Cadastro Único (CadÚnico) e também estar enquadrado em uma série de critérios estabelecidos pelo CRAS (Centro de Referência de Assistência Social).

Com base no anúncio do Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome (MDS), alguns beneficiários já receberam o valor de R$ 600. Contudo, vale destacar que o regulamento oferece bonificações para alguns grupos. Inclusive, para não perder o benefício, a família deve cumprir algumas condições nas áreas de saúde e educação.

Quem pode receber a bonificação do Bolsa Família?

De acordo com o regulamento, para receber valores, além dos R$ 600 de salário base, os beneficiários do Bolsa Família precisam estar enquadrados em um dos seis benefícios oferecidos. Inclusive, a bonificação varia entre R$ 50 a 150,

Atualmente, o Governo Federal oferece os benefícios de Renda de Cidadania (BRC), que paga R$ 142 por pessoa da família. Já o Benefício Complementar (BCO) garante um valor adicional para garantir que a soma dos benefícios atinja R$ 600 por família. Já o BPI (Benefício Primeira Infância) oferece R$ 150 extras por criança de até sete anos incompletos.

Os outros três incluem o Benefício Variável Familiar (BVF), que paga R$ 50 adicionais para gestantes e crianças/adolescentes entre sete e 18 anos incompletos. Já o BVN (Benefício Variável Familiar Nutriz) também rende R$ 50 extras por membro da família de até sete meses incompletos.

E, por último, o Benefício Extraordinário de Transição (BET) garante que ninguém receba menos do que recebia no programa anterior (Auxílio Brasil). Ainda vale destacar que para participar do Bolsa Família é necessário seguir regras para não perder o benefício. Ou seja, frequência escolar para crianças e adolescentes entre quatro e 17 anos. Além disso, acompanhamente no pré-natal para gestantes e nutricional das crianças até sete anos, além do cumprimento do calendário nacional de vacinação.

Qual o novo comunicado de Simone Tebet?

Para reduzir ao máximo o risco de beneficiar brasileiros que não se enquadram nos critérios do Bolsa Família, a Ministra do Planejamento, Simone Tebet, garantiu que fará um “pente fino” em 2024 para avaliar individualmente e analisar a situação atual para saber se os R$ 600 não estão sendo pagos de forma indevida.

“Estamos revendo o Cadastro Único não para fazer uma economia, mas para ver quem está no cadastro e não tem direito. Especialmente homens solteiros que estão trabalhando, que muitas vezes vão para a informalidade para poder ganhar os R$ 600. Podemos ter uma economia de até R$ 7 bilhões”, disse Tebet.

Confira abaixo o calendário de junho do Bolsa Família:

NIS final 1: 17 de junho;
NIS final 2: 18 de junho;
NIS final 3: 19 de junho;
NIS final 4: 20 de junho;
NIS final 5: 21 de junho;
NIS final 6: 24 de junho;
NIS final 7: 25 de junho;
NIS final 8: 26 de junho;
NIS final 9: 27 de junho;
NIS final 0: 28 de junho.

Israel Lima

Natural de Bauru, interior de São Paulo, já realizei inúmeros trabalhos na área, seja local como nacionalmente, desde o ano de 2017. Formado em jornalismo pela Universidade do Sagrado Coração, em 2021.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *