Bancos

Banco Central emite nota que impacta cancelamento da conta e poupança por culpa do CPF em um dos maiores bancos

O Banco Central do Brasil decidiu tomar uma importante decisão e anunciou que haverá cancelamento de conta, seja poupança ou corrente, por ter o CPF listado em uma principais instituições bancárias do país. Nesses moldes, ficou definido que tudo mudará a partir da regulamentação.

Antes de mais nada, é importante entender que o CPF é utilizado para identificar o titular nas declarações de Imposto de Renda, na emissão de notas fiscais, na inscrição em programas governamentais, entre outras situações fiscais. Porém, o histórico do documento oode decretar o fim de sua conta poupança nos bancos.

Recentemente, vazou a ifnormação de que, caso o cidadão esteja com o CPF inativo ou irregular perante a Receita Federal, pode levar a consequências ruins para as pessoas, como, por exemplo, ter sua conta bancária totalmente bloqueada para fazer qualquer tipo de movimentação. Assim, ter a conta encerrada.

Bancos podem encerrar conta por estar inapto ou irregular

De acordo com a divulgação do Banco Centra (BC), a nova resolução do artigo 5 estabelece que os parâmetros para abertura, manutenção e encerramento de contas correntes de pessoas físicas pelas instituições financeiras exigem que o CPF esteja ativo e regularizado perante a Receita Federal.

Dessa forma, todos aqueles cidadãos que estejam com problemas no documento poderão ter a conta encerrada, conforme a decisão do BC. Assim, ficará totalmente bloqueada para fazer qualquer tipo de movimentação, impedido de pagar contas ou até mesmo transferir dinheiro.

Basicamente é como se houvesse uma decisão judicial de bloqueio da determinada conta. Apesar dos bancos não terem o interesse em agir dessa forma, o Banco Central emitiu o comunicado e as instituições bancárias se viram obrigadas a bloquearem todas as contas com CPF’s suspensos ou irregulares.

Qual a taxa de juros na conta poupança atualmente?

Como base no novo anúncio, ficou definido que a taxa Selic está em 0,53% mensal ou 7,33% anual. Em suma, é calculado como  0,5% ao mês + TR (0,03%) para depósitos feitos até 2 de junho. Ao contrário do que os cidadãos gostariam, o Copom decidiu que a taxa seria mantida a 10,50%.

Por fim, os juros da poupança dependem do valor anunciado para a taxa Selic, que é divulgado a cada reunião do Copom. Além disso, existem algumas regras para entender o rendimento. Ou seja, quando a taxa Selic for maior que 8,5% ao ano, o rendimento da poupança será de 0,5% ao mês, somada à Taxa Referencial (TR). Além disso, quando a taxa Selic for menor que 8,5% ao ano, o rendimento da poupança será de 70%.

Israel Lima

Natural de Bauru, interior de São Paulo, já realizei inúmeros trabalhos na área, seja local como nacionalmente, desde o ano de 2017. Formado em jornalismo pela Universidade do Sagrado Coração, em 2021.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *